Núcleos

O Museu é composto por 4 núcleos de exposição permanente e 1 núcleo de exposições temporárias.
Etnografia

A Sala de Etnografia propõe uma abordagem à cultura e ao quotidiano das populações do concelho nos trabalhos agrícolas, pastoris e domésticos.

Arqueologia

Na Sala de Arqueologia são diversos e variados os vestígios arqueológicos recolhidos no concelho, testemunhos da presença humana que documentam a História desta região.

Edgar Cardoso

A Sala Edgar Cardoso e as pontes do Douro constitui um núcleo museológico permanente onde se observam paineis explicativos das pontes do Douro

Rio Douro

Na Sala do Rio Douro destaca-se uma réplica de um barco rabelo, construído pelo Homem desta região. Servia de transporte das pipas do vinho do Porto, da região do Alto Douro até Vila Nova de Gaia.

Centros Interpretativos

Para além do Museu existem mais três núcleos museológicos. O Centro Interpretativo da Cereja, o Centro Interpretativo de Montemuro e o Centro Interpretativo da Cerâmica. Nos três núcleos o Museu faz visitas guiadas para grupos mediante marcação prévia.

Casa de Colmo
Casa de Colmo
Situada na aldeia da Panchorra, esta casa tradicional típica do Montemuro foi uma habitação igual a tantas existentes nesta aldeia. Depois de ser recuperada, mantem os seus traços arquitetónicos originais.
Centro Interpretativo do Montemuro
Centro Interpretativo do Montemuro
Este Centro é um espaço de natureza pedagógica e interpretativa da serra de Montemuro. É constituído por um núcleo expositivo que abrange o património natural e edificado no Montemuro. Visitar
Centro Interpretativo da Cereja
Centro Interpretativo da Cereja
Este Centro Interpretativo acolhe um espaço museológico cuja temática é a Cereja. Ocupa o edifício da antiga Escola Primária de Vila Verde, em S. Martinho de Mouros, depois de totalmente reabilitado e ampliado. Visitar
Centro Interpretativo da Cerâmica
Centro Interpretativo da Cerâmica
Este Centro Interpretativo acolhe um espaço museológico e pedagógico dedicado à Cerâmica. Ocupa o edifício da antiga Escola Primária da Raposeira, em S. João de Fontoura, depois de totalmente reabilitado. Visitar

As exposições

Mais de uma década de exposições dos mais diversos Artistas
A Arte é uma figura de estilo impregnada no Homem e na Sociedade

O museu possui um espaço reservado a exposições temporárias de arte contemporânea, seja de pintura, escultura, cerâmica ou de temáticas diversificadas. Todas as exposições procuram uma vertente educativa, pedagógica e cultural, procurando satisfazer as exigências de todos os públicos que nos visitam. A nossa sala é ampla tem 212 m2 de área. É um espaço com bastante luz natural, possui 5 grandes janelões com cerca de 6m de altura e encontra-se preparada com canha nas paredes expositivas, o que a torna bastante funcional em termos de montagem de exposições.

  • junho de 2006

    Inauguração da exposição: "Edgar Cardoso, vida e obra"

  • fevereiro de 2007

    Inauguração da exposição de pintura: "O Mundo de Carmezim" com a coleção de trabalhos da artista premiada internacionalmente Maria Carmezim

  • maio de 2008

    Homenagem ao Mestre Joaquim Alvélos, o último oleiro de Fazamões - Mostra dos artefatos de oleiro e a recriação da soenga. Em simultâneo, a exibição de uma mostra de fotografias e uma coleção de peças em olaria negra da autoria do Mestre Joaquim “À volta do fogo olaria e figurado Joaquim Alvelos e um olhar de Paulo Nozolino”

  • junho de 2016

    Comemoração dos 10 anos do Museu com exposição dos trabalhos doados ao pelos artistas que já expuseram neste espaço.

Amália Soares

Amália Soares nasceu no Porto. Apesar de sempre ambicionar estudar Arte, a vida encaminhou-a para a área da contabilidade, onde trabalhou mais de 40 anos. Autodidata por vocação, frequenta as Oficinas Livre de Pintura na Cooperativa Árvore, no Porto, onde o Professor Alberto Péssimo a ajuda a sentir-se mais feliz e a colorir o seu mundo.

João Carqueijeiro

Nasceu em 1954 e vive no Porto. Concluiu o Curso Superior de Desenho na Cooperativa Árvore (ESAD), em 1982, sob orientação do mestre Sá Nogueira, especializou-se em Roda de Oleiro, Vidrados de Grés e Raku, na Escola de Cerâmica de La Bisbal, na Catalunha.

Maria Vilaça

Maria Vilaça nasceu em Valongo. Na sua juventude dedicou-se a trabalhos de escrita (conto, ensaio reportagem, etc.) tendo ganhodiversos prémios. Presentemente dedica-se à pintura. Desde 1996 participou em cerca de 40 exposições colectivas.

Herman Mertens

Nasceu na Bélgica, perto de Antuérpia, em 1950. Vive em Portugal desde 2000. Estudou publicidade e decoração de interiores. Participou no curso de Fotografia Aplicada e Fotografia de Grande Formato na Escola Superior de Tecnologia de Tomar e no Estúdio Carlos Relvas, na Golegã. No museu exibiu uma exposição de fotografia que intitulou de: “Alegrias”, depois de se ter demorado na região, onde conheceu pessoas, paisagens e monumentos que o encantaram.

Testemunhos

Muitos foram aqueles que por aqui passaram e quiseram deixar o seu testemunho

Pretende agendar uma visita guiada?

Entre em Contacto

Notícias Recentes!

Seleção de notícias e artigos mais recentes no Museu!